Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História

Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História

Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História

A Acupuntura Veterinária é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que veio após a Acupuntura Humana, que pode ser datada em cerca de 4.000 anos. As referências sobre Acupuntura Veterinária podem ser encontradas a 900 a.C. quando um general da Montaria, Sunyang, usava o tratamento em cavalos. Já a Acupuntura no cão e no gato foi adotada posteriormente pelos chineses, tendo um desenvolvimento mais ocidental. Assim como a Acupuntura Humana, a Acupuntura Veterinária se propagou através do extremo oriente no princípio do primeiro milênio d.C.

O termo Acupuntura é originário das palavras acus = agulha e pungere = puncionar/espetar, mas o termo chinês é Shen Shiu (ou Zhen Jiu) que significa espetar e queimar. Desse modo já podemos incluir outra técnica de acupuntura que é a moxabustão, que consiste na aplicação de calor nos pontos de acupuntura.

Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História no Brasil

 

No Brasil, o professor Tetsuo Inada foi um dos maiores incentivadores da Acupuntura Veterinária, em meados da década de 1980. Ele ensinava a transposição dos pontos de humanos para animais. O primeiro simpósio de Acupuntura Veterinária no Brasil ocorreu em 1994.

Com uma abordagem mais abrangente e holística, a MTC reconhece padrões de doenças e desequilíbrios que a Medicina Ocidental não reconhece. Se um desequilíbrio pode ser reconhecido, também pode ser tratado, e esse desequilíbrio pode ser detectado antes de se transformar em uma doença. O objetivo central da MTC é o equilíbrio, tanto das funções orgânicas quanto á relação do corpo com o meio externo. Assim, ela pode ser usada como uma terapia de prevenção para ajudar um indivíduo a manter-se saudável ou como tratamento. As bases de tratamento consistem nas teorias do Taoísmo (Ying e Yang) e Cinco Movimentos (Wu Xing). Também analisamos o funcionamento orgânico pela teoria das Substância vitais (Qi, Xue, Jing e Jin Ye) e dos Sistemas Internos (Zang FU). A Acupuntura trata cada paciente particularmente, de acordo com as suas respostas orgânicas individuais. Ela vai atuar nos níveis de atividade dos órgãos e sistemas, e seu efeito é quase nulo nas funções que se encontram normais.

A inserção da agulha no ponto de acupuntura provoca uma injúria no tecido e no endotélio de pequenos vasos e capilares, liberando vários produtos de lesão tecidual, que ativam a cascata de coagulação e a via alternativa do sistema complemento. O efeito inicial é uma vasodilatação arteriolar e aumento de permeabilidade dos vasos da microcirculação. Há constricção de veias e vênulas e dilatação de vasos linfáticos, aumentando o afluxo de células imunocompetentes e de substâncias de dano e reparo no tecido circundante ao ponto de acupuntura.

O ponto de acupuntura ou acuponto é uma perfuração na fáscia corporal superficial de 1 a 3 mm no cão e no gato, a qual podemos palpar. É um ponto da pele com sensibilidade espontânea ao estímulo. Os pontos são utilizados como diagnóstico e tratamento.

Os acupontos são classificados segundo sua localização por meridiano, segundo sua localização por parte do corpo ou segundo a evolução dos estudos sobre os mesmos. A classificação de acordo com a evolução divide os pontos em três categorias: pontos Regulares, pontos Extras e pontos Ashi.

Os pontos regulares fazem parte dos 14 meridianos, distribuídos ao longo dos 12 Canais Regulares, simetricamente e ao longo dos Canais Curiosos: Vaso Governador e Vaso de Concepção, de disposição ímpar e possuidores de nome específico e localização definida.

Os pontos extras ou também chamados de pontos Extraordinários ou pontos clássicos, possuem nome específico e localização definida, porém não fazem parte dos 14 canais principais. Apesar disso, eles são geralmente relacionados com os meridianos. Na clínica, são empregados como suplemento dos pontos Regulares. Os Acupontos Extras caninos foram adaptados dos Acupontos Clássicos dos humanos, eqüinos, bovinos, porcos e animais de laboratório e transpostos para os cães.

Os pontos Ashi são os não classificados nas categorias de pontos Regulares e Extras, e que se manifestam dolorosos ou sensíveis na presença de alguma enfermidade. Não tem nome específico e tampouco local pré-determinado. São também chamados pontos de Reação Celeste, pontos de Reação do Grande Vazio e Local Mole.

Os meridianos formam um sistema de linhas imaginárias que cobrem o corpo inteiro, e foram descobertos de forma empírica. Após a inserção da agulha havia algumas sensações relacionadas a essa ação, podendo se manifestar como sensação de parestesia, elétrica ou de calor. Essa sensação é chamada de De Qi. No animal observamos um leve repuxe na pele, sonolência ou tremor de cauda. Na MTC, o Qi(campo eletromagnético da vida) do organismo flui por todos os órgãos e se comunica entre os órgãos pelos meridianos. O nome dos meridianos leva o nome dos órgãos no corpo, mas o seu significado é somente uma definição correspondente aos ciclos funcionais tradicionais, podendo ter em um meridiano ações em outros órgãos do corpo.

 

Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História – Técnicas de Acupuntura

 

 

Temos várias técnicas de acupuntura para tratamento: Agulhamento seco, Auriculoterapia, Eletroacupuntura, Laserpuntura, Moxibustão, Terapia Neural, Implante de ouro, Farmacopuntura, Hemopuntura.

Para realizar o agulhamento seco temos uma variedade grande de tamanho de agulha de aço inoxidável. A inserção e manipulação das agulhas também é variável de acordo com o tratamento a ser realizado. O agulhamento passa pela derme e atinge o tecido subcutâneo, podendo alcançar músculos e/ou ossos.

A auriculoterapia é o uso de agulhas na orelha. São pontos bem definidos e temos todos os órgãos no pavilhão auricular. Podem ser utilizadas agulhas comuns para tratamento ou agulhas intradémicas, que são fixadas com esparadrapo e ficam colocadas por um período de até 1 semana. Outra opção são as sementes ou esferas de ouro e prata. A auriculoterapia é utilizada em humanos e raramente em animais.

A eletroacupuntura consiste no estímulo elétrico de pontos de acupuntura através das agulhas.  É utilizada para analgesia, paresias e paralisias e em cólicas. Para cada tratamento é utilizada uma frequência de estimulo diferente. A grosso modo, baixos estímulos irão tonificar a musculatura e liberar contrações, enquanto altos estímulos irão sedar e relaxar a musculatura do animal.

A laserpuntura utiliza a irradiação do laser para tratamento, o que amplia a área de ação, podendo ser utilizada no corpo e na orelha. A escolha da luz a ser utilizada depende do tratamento a ser realizado. Cada luz tem seu comprimento de onda e tipo de ação diferente. Temos luz vermelha, infravermelha e ultravioleta. O laser é usado para analgesia, tratamento de feridas e disfunções dermatológicas. O laser tem como vantagens ser indolor, asséptico, e necessita de um curto período de tempo para ação. Como desvantagens temos o alto custo e o curto tempo de ação, tendo que realizar diversas aplicações

A moxabustão é o tratamento com o uso do calor, que pode ser a partir de bastões de moxa, ou moxa elétrica. A moxa em bastão contém a erva Artemisia. O efeito da moxa é semelhante à acupunctura, que age estimulando os pontos para fortalecer a circulação do Qi (energia) e do sangue. A moxa pode ser usada diretamente sobre a pele ou pelo uso indireto, através de cones de Artemísia que são colocados na ponta da agulha. É indicada em animais cansados e idosos, doenças crônicas, doenças provocadas por frio e umidade (exemplo: artroses e mialgias). A contra-indicação para o uso dessa técnica seria em doenças de calor excessivo: doenças febris, estados de excitação, hipertonia, entre outros.

Terapia Neural é o uso de procaína diluída em soro nos pontos de acupuntura, buscando corrigir os transtornos causados no sistema elétrico celular. Ela age diretamente no Sistema Nervoso, em especial o sistema vegetativo, reorganizando ambos. A vantagem da terapia neural a sua rápida ação, pois o sistema nervoso está conectado com o corpo todo. A terapia neural é usada como regulador do sistema nervoso vegetativo, analgesia, anti-inflamatório, antialérgico, relaxante muscular, anti-histamínico, e regula a circulação. As contra-indicações são poucas: animais alérgicos a procaína, animais com cardiopatias graves e com transtornos e coagulação do sangue.

O Implante de ouro é o método que utiliza pequenos fragmentos de ouro nos pontos de acupuntura, sendo uma forma permanente de acupuntura. É utilizado para analgesia, em doenças crônicas, doenças articulares e neurológicas (displasia coxofemoral, espondilose, cauda equina, artrites/artroses), epilepsias/convulsões, incontinência fecal/urinária e dermatites. É contra-indicado em animais com câncer, pois estimula o seu crescimento; osteomielites por acelerar o processo inflamatório.

Temos também outros tipos de implantes como: categute, aço inoxidável, platina e prata, mas o mais utilizado é o ouro, pela sua ação iônica no local da aplicação. Acredita-se que o ouro tem ação de estimulação enquanto a prata tem de sedação, o que altera bem a escolha do metal a ser utilizado.

 

A Farmacopuntura é a injeção de fármacos nos pontos de acupuntura e vem sendo utilizada muito nos dias atuais com excelentes resultados.Tem como grande vantagem a diminuição da dose usual do fármaco a ser utilizado causando uma menor quantidade de efeitos colaterais. Pode ser usada como sedação também para diversos procedimentos.,

A Hemopuntura consiste na aplicação de sangue do próprio animal em pontos de acupuntura. Tem como principal indicação o tratamento para processos alérgicos, dermatológicos e aumento de imunidade.

Outra técnica que temos é a Sangria, que é utilizada em quadros agudos dolorosos ou febris, e a quantidade de sangue e ser retirado depende da patologia e do tamanho do animal

Deixe seu contato. Retornamos Rápido.

Formulário

Contatos

     (31) 3090-3900

    Rua João lourival dias, número 55/ apto 501, Bairro Silveira

     (31) 9 9812-3900

Localização

 

Relacionados:

Veterinária em BH Explica-Doença GiardíaseVeterinária em BH Explica-Doença Leishmaniose, Veterinária em BH Explica-Doença de Raiva,  Veterinária em BH-Traqueobronquite Infecciosa Canina, Veterinária em BH Explica-Doença Leptospirose, Veterinária em BH Explica-Doença Parvovirose, Veterinária em BH Explica-Doença Cinomose, Veterinária a Domicílio em BH – OTITE em Cães e Gatos, Cuidados Iniciais Com o Seu Filhote de Cão e Gato, Veterinário a Domicílio em BH – Vacina e vermifugação Animal, Veterinária em BH explica-Luxação de Patela, Animal com Hérnia de Disco – Veterinário a domicílio em BH, VETERINÁRIA A DOMICÍLIO EM BH, ACUPUNTURA VETERINÁRIA EM BH, Acupuntura Veterinária BH Explica-Espondilose, Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral  , Fisioterapia veterinária em BH, Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História, Médica Veterinária Domicilar, Técnicas de Acupuntura Veterinária, Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral, Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral

Share

Juliana Marini

Dra. Juliana Marini Ribeiro e Souza, natural de Belo Horizonte, Formada em Medicina veterinária pela PUC Minas em 2009, atuando na clinica veterinária desde 2010. CRMV 11130 Especialista em Acupuntura Veterinária pelo Instituto Jacqeline Peker em 2013, atuando na área desde a formação. Possui ainda cursos de atualização na parte de clinica geral, anestesia e acupuntura veterinária.

Comments

  1. […] Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral  , Fisioterapia veterinária em BH, Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História, Médica Veterinária Domicilar, Técnicas de Acupuntura Veterinária, Acupuntura Veterinária BH […]

  2. […] Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral  , Fisioterapia veterinária em BH, Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História, Médica Veterinária Domicilar, Técnicas de Acupuntura Veterinária, Acupuntura Veterinária BH […]

  3. […] Acupuntura Veterinária BH Explica-displasia coxofemoral  , Fisioterapia veterinária em BH, Acupuntura Veterinária em BH – Conheça a História, Médica Veterinária Domicilar, Técnicas de Acupuntura Veterinária, Acupuntura Veterinária BH […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *